Notícias
cultura

WWF-Brasil lança filme gravado no Acre que será assistido em mais de 100 países

Redação - Agência de Notícias do Acre - 26/08/2011

O WWF-Brasil lança nesta sexta-feira, 26, o segundo vídeo a integrar a série Testemunhas do Clima. O DVD reporta os impactos das mudanças climáticas na vida das pessoas a partir de depoimentos de moradores de comunidades rurais.

O lançamento acontece durante a Festa do Pirarucu, no município de Manoel Urbano, onde as histórias foram coletadas através de depoimentos de pescadores que participam do projeto da WWF-Brasil e do Governo do Acre de manejo do pirarucu, o maior peixe de água doce do mundo.

A Festa do Pirarucu também abriga o lançamento de outro produto da WWF-Brasil, o livro "Manejo do Pirarucu: Sustentabilidade nos Lagos do Acre". A obra relata o modelo de manejo do pirarucu desenvolvido no Estado, seus resultados, desafios e lições aprendidas ao longo de sete anos do projeto de manejo do pescado na região de Manoel Urbano.

O projeto do manejo do pirarucu consiste em treinar e capacitar pescadores para manejar o pescado de forma sustentável, buscando assegurar a sobrevivência da espécie, a conservação dos lagos de várzea e a viabilidade econômica da atividade pesqueira. Os principais resultados da iniciativa, que começou em 2005, são o aumento da produtividade dos lagos, o crescimento da produção de pirarucu nos lagos manejados, o repovoamento com casais da espécie em lagos onde o peixe havia desaparecido e o consequente aumento da renda dos pescadores.

A publicação "Manejo do Pirarucu: Sustentabilidade nos Lagos do Acre" também busca capacitar técnicos e especialistas a replicar o modelo aplicado no Acre em outras regiões da Amazônia, promovendo o uso racional dos recursos pesqueiros e contribuindo para a segurança alimentar e o incremento de renda de mais comunidades.

O vídeo "Testemunhas do Clima", gravado em Manoel Urbano, é o segundo da série no Brasil e deve ser exibido em mais de 100 países através da WWF. Com depoimentos de pescadores do município acreano, busca-se identificar medidas individuais ou coletivas de adaptação às mudanças climáticas. Os participantes contam os impactos da elevação das temperaturas e das mudanças no pulso de inundação dos rios em suas atividades do dia-a-dia, como a pesca e a agricultura de subsistência.

O filme é repleto de imagens fantásticas, intercaladas por depoimentos, de uma realidade pouco conhecida pelo resto do Brasil. A luta dos povos da floresta no dia-a-dia, a tentativa de prosperar de vida, um cotidiano diferente cercado pela natureza e um isolamento que tenta ser rompido. Tudo isso ditado por mudanças climáticas que não seguem a vontade do homem.

O primeiro "Testemunhas do Clima" gravado no Brasil teve como locação a comunidade de Igarapé do Costa, no Pará. Presente em dezenas de países onde a Rede WWF atua, o projeto busca promover a troca de informações sobre mudanças climáticas e uso dos recursos naturais, incentivando a gestão participativa.

Antônio Oviedo, técnico do WWF-Brasil responsável pelo projeto de manejo do pirarucu, lembra que a primeira exibição do filme ocorrerá em Manoel Urbano, como forma de reafirmar a capacidade de organização dessa comunidade diante dos desafios que as mudanças climáticas representam. "Com o manejo, os pescadores e as famílias têm conseguido verificar os benefícios que a atividade traz, tanto para o indivíduo como para a comunidade como um todo", declara.

Dirigido por Pedro de Castro Guimarães, com doze minutos e versão reduzida com quatro minutos, o DVD "Testemunhas do Clima" tem o apoio do governo do Acre e da empresa Nokia.

comments powered by Disqus