Notícias
energia

Usina nuclear no Japão vai parar a pedido do governo

Kátia Arima - National Geographic Brasil - 09/05/2011

A usina nuclear de Hamaoka, no Japão, irá suspender o funcionamento a pedido do governo do país, já que se situa numa área sujeita a fortes abalos sísmicos.

A empresa Chubu Eletric Power, que controla a usina, fez o anúncio da parada nesta segunda-feira (9), por solicitação do primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan. A planta ficará paralizada até que a empresa construa diques para barrar um eventual tsunami, entre outras exigências de segurança pedidas pelo governo.

A usina de Hameoka fica na cidade de Omaezaki, 200 quilômetro ao sul de Tóquio, na costa sudeste do Japão. A região, com intensa produção industrial, é perigosa para o funcionamento de uma usina nuclear, pois fica na junção de três placas tectônicas. Segundo estudos científicos, há 87% de chance de haver um terremoto de magnitude 8 nos próximos 30 anos.

As unidades 4 e 5, que estavam até agora em funcionamento, terão a atividade suspensa. Uma das unidades da usina, com cinco reatores, está paralizada para reparos. A unidades 1 e 2 estavam fechadas – e assim continuarão até que sejam atendidos os pedidos de segurança feitos pelo governo. Isso deve intesificar a crise energética do Japão após o terremoto e tsunami de 11 de março. Nos próximos meses, o Japão terá em funcionamento 20 dos 54 reatores nucleares do país.

comments powered by Disqus