Notícias
Agência Brasil ONU premia brasileiro por contribuição para justiça social
homenagem

ONU premia Frei Betto por trabalho pela justiça social

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 11/01/2013

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) divulgou nesta sexta-feira (11) que o educador, escritor e teólogo Frei Betto é o grande vencedor de 2013 do Prêmio Internacional José Martí

A iniciativa foi criada há quase 20 anos para aumentar a conscientização a respeito dos direitos humanos e homenagear organizações e indivíduos que se destacaram na causa da unidade e integração da América Latina e Caribe, com base no respeito às tradições culturais e aos valores humanistas

De acordo com a Unesco, Frei Betto foi escolhido por um júri internacional por sua "contribuição excepcional para a construção de uma cultura universal de paz, justiça social e direitos humanos" na região. Em comunicado oficial, a agência da ONU ainda elogiou sua "oposição a todas as formas de discriminação, injustiça e exclusão". 

Autor de mais de 50 livros, Frei Betto nasceu em Belo Horizonte, em 1944. Durante o tempo da ditadura militar no Brasil foi preso duas vezes, em 1964 e, novamente, de 1969 a 1973, por ser contra o regime político. 

O Prêmio Internacional José Martí será entregue ao brasileiro em 30/01, em cerimônia oficial, na cidade de Havana, em Cuba.

comments powered by Disqus