Notícias
defensores da natureza

Tatu-canastra disputa o Oscar Verde na Inglaterra

Laís Semis - Planeta Sustentável - 27/04/2014

[img1][box-leia] O Whitley Award é disputadíssimo por pesquisadores e organizações não governamentais que atuam na preservação de espécies ameaçadas de extinção no mundo todo. Conhecido como o "Oscar Verde", o prêmio foi criado pela Whitley Fund for Nature (WFN) para apoiar financeiramente os trabalhos mais eficazes nesse âmbito, além de sensibilizar o público para os problemas da preservação ambiental.

Este ano, 174 projetos foram selecionados, mas apenas 7 são finalistas. Entre eles está a pesquisa brasileira Tatu-Canastra - Pantanal, coordenada pelo biólogo Arnaud Desbiez no Mato Grosso do Sul. De sua equipe fazem parte também o biólogo Gabriel Massocato e os veterinários Danilo Kluyber e Renata Santos. Na foto acima, estão Arnaud (à esquerda) e Danilo após medir e instalar aparelho de radiotransmissão em tatu-canastra acompanhado pelo projeto.

Trata-se do primeiro projeto de pesquisa de longa duração dedicado a estudar ecologia e biologia da maior espécie de tatu existente que, por conta de seu hábito de passar a maior parte do tempo debaixo da terra, é pouco conhecida (Em maio do ano passado, a jornalista ambiental Liana John - autora dos blogs Biodiversa e Agrisustenta, aqui no Planeta Sustentável - publicou completa reportagem sobre a iniciativa de Desbiez na revista National Geographic Brasil).

Em expedições mensais que duram entre 15 e 20 dias, o grupo (que trabalha com preocupação e cuidado para minimizar o impacto sobre os tatus) monitora, mapeia e investiga os animais e suas tocas. Além disso, ainda produz atividades de educação ambiental para trabalhadores e moradores locais, fazendeiros, equipes de turismo, turistas, estudantes e voluntários de instituições zoológicas que visitam a Fazenda Baía das Pedras, onde a pesquisa acontece.

O declínio populacional dos tatus-canastra nos últimos 25 anos foi de 30%, o que levou a espécie a ser classificada como vulnerável na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN e do ICMBio. Além da baixa taxa reprodutiva, a perda de hábitat e a caça ameaçam os tatus-canastra.

O anúncio dos vencedores acontece na próxima quarta-feira, 29/04. A cerimônia acontece Royal Geographical Society, em Londres, e os prêmios serão entregues pela princesa Anne, filha da rainha Elizabeth II.

Saiba mais sobre a Whitley Found for Nature e conheça os projetos que já conquistaram o "Oscar Verde" em seu site.

comments powered by Disqus
Tags: