Notícias
energia solar

Solar Impulse pousa em Chongqing, na China, em mais uma etapa da volta ao mundo

Suzana Camargo - Planeta Sustentável - 30/03/2015

[img1][box-leia]Hoje, (30/03), às 17h35, no horário local da China, o Solar Impulse pousou no aeroporto de Chongqing, uma das mais populosas cidades do país. Esta é quinta parada do avião movido exclusivamente a energia solar e que pretende dar ao volta ao mundo, sem usar uma gota sequer de combustível fóssil.

O avião partiu na noite do último domingo (29/03) de Mandalay, em Mianmar, rumo à China. Foram aproximadamente 20 horas de voo. No comando da aeronave esteve Bertrand Piccard, o idealizador do projeto do Solar Impulse. Ele e o piloto André Borschberg se revezam em cada jornada do avião.

O Solar Impulse atingiu uma altitude de 15 mil pés. As baterias ficaram com 75% de sua capacidade à noite, quando deixam de ser recarregadas pela luz do sol. Houve atraso na aterrisagem, já que o vento estava muito forte em Chongqing. Com a ajuda do centro de monitoramento do projeto em Mônaco, Piccard conseguiu trazer o avião ao solo em segurança.

[img2]
Pilotos Bertrand Piccard e Andre Borschberg no aeroporto de Chongqing, no pouso na China



A próxima etapa será o voo até Naijing, também na China, e depois acontecerá um dos percursos considerados entre os mais difíceis: a travessia do Pacífico, durante cinco dias, até o Havaí, nos Estados Unidos. Neste trajeto, os pilotos enfrentarão grande desgaste físico e psicológico por aproximadamente 120 horas, tempo estimado do voo.

O objetivo da volta ao mundo do Solar Impulse é promover o uso de energias limpas. A intenção de Piccard e Borschberg em fazer escalas em diferentes países é estimular o investimento em renováveis - #futureisclean. Pousar em solo chinês foi um importante passo, já que o país é o maior emissor de carbono do planeta.

Quem quiser acompanhar ao vivo todas as etapas da travessia do avião solar ao redor do planeta pode acessar o site do Solar Impulse.

 

comments powered by Disqus
Tags: