Notícias
conservação

Serviço Florestal: combate à desigualdade de gênero

Sucena Shkrada Resk - Planeta Sustentável - 09/03/2011

O incentivo à contratação de trabalhadoras está sendo ampliado nos requisitos de editais lançados pelo Serviço Florestal Brasileiro*, do MMA - Ministério do Meio Ambiente, como promoção à inclusão de gênero em atividades predominantemente masculinas. A primeira iniciativa foi relacionada à Flona - Floresta Nacional do Jamari (RO), em 2007. 

O mecanismo utilizado é o de redução dos valores pagos pela empresas vencedoras ao governo, que adotarem essa política de empregabilidade, referentes ao metro cúbico extraído de madeira. O desconto é progressivo e pode chegar até a 3% a quem contratar, por exemplo, cinco mulheres em um universo de 100 funcionários. 

As novas publicações de editais são relativas às Flonas do Jamari, Saracá-Taquera e Amaná (PA) e aos quatro pré-editais para as de Altamira, Crepori e para o lote sul da flona de Saracá-Taquera (PA), além da Jacundá (RO). 

*Serviço Florestal Brasileiro

comments powered by Disqus