Notícias
mobilidade urbana

São Paulo deve ter 400 km de vias para bikes até 2016

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 27/03/2013

[img1]

[box-leia]Conforme prevê a Lei Orgânica do Município de São Paulo, o prefeito Fernando Haddad apresentou nesta terça-feira (26) seu Programa de Metas 2013-2016, com 100 aspirações que pretende alcançar nos próximos três anos. Entre elas, está a implantação de uma rede de 400 km de vias cicláveis na capital paulista.

De acordo com o documento, a instalação das vias para bikes - como ciclovias e ciclofaixas permanentes - será acompanhada de um plano que prevê:
- melhorias na sinalização;
- aumento do número de estacionamentos para magrelas;
- ampliação do sistema de empréstimo de bicicletas;
- melhorias na qualidade dos passeios públicos e
- investimentos em comunicação, para conscientizar os motoristas a respeito da importância de uma convivência harmônica com os ciclistas.

Atualmente, de acordo com dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a cidade de São Paulo possui 241,4 km de malha cicloviária, formada por ciclovias, ciclofaixas permanentes e de lazer e rotas de bicicleta.

O setor de mobilidade urbana - que, segundo Haddad, será uma das prioridades do seu governo, ao lado das áreas de saúde, educação e habitação - ainda conta com outras metas para o ano de 2016, como a implantação de 150 km de faixas exclusivas para ônibus e a liberação do funcionamento do transporte público municipal durante 24 horas por dia.

Confira o Programa de Metas 2013-2016, na íntegra.

comments powered by Disqus