Notícias
funasa

Saneamento básico para o Acre

Romerito Aquino - Agência de Notícias do Acre - 08/09/2011

O governador Tião Viana solicitou nesta terça-feira, 6, ao presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Gilson de Carvalho Queiroz Filho, a inclusão de todos os 20 municípios acreanos com menos de 50 mil habitantes nos projetos de saneamento básico que serão financiados pelo órgão nos próximos meses.

Com essa proposta, o governador pretende chegar em 2014 com todos os 22 municípios do estado sendo abastecidos por água e esgotamento sanitário, além de terem todas as ruas pavimentadas pelo programa Ruas do Povo, que já vem sendo executado na maioria dos municípios do estado. O presidente da Funasa prometeu estudar o pedido feito pelo governador.

Na audiência com o presidente da Funasa, o governador agradeceu a ele e à presidente Dilma Rousseff as pré-seleções que já definiram o atendimento de quase toda a demanda do estado em termos de abastecimento de água tratada e esgotamento sanitário, o que vai melhorar, em muito, a qualidade de vida das famílias acreanas.

O governador esteve acompanhado na audiência da Funasa do senador Anibal Diniz, coordenador da bancada federal, que não vem medindo esforços políticos para ajudar o governo estadual a liberar em Brasília o maior volume de recursos possível para aplicar em projetos e ações em favor da população acreana.

Segundo o governador, o senador Anibal Diniz tem contado, para isso, com o apoio direto do senador Jorge Viana e dos deputados federais Taumaturgo Lima, Perpétua Almeida, Sibá Machado e Henrique Afonso, que têm participado ativamente das negociações com o governo da presidente Dilma para levar benefícios para o estado.

O governador Tião Viana também esteve em audiência com o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, para tratar da renovação, em novos parâmetros, do contrato de aquisição pelo ministério dos preservativos da fábrica Natex, de Xapuri, que hoje atende parte da demanda nacional por camisinhas.

O governo do estado pretende ampliar para dois milhões o número de preservativos que a fábrica da Nátex já repassa para o Ministério da Saúde empregar no seu programa nacional de combate à Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis. Além disso, a Natex pretende diversificar a linha de produção da fábrica xapuriense para passar a produzir, também, luvas cirúrgicas.

comments powered by Disqus