Notícias
Ricardo Beliel/Instituto Terra Salgado e Wanick são premiados pela WWF-Brasil
personalidades ambientais

Salgado e Wanick são premiados pela WWF-Brasil

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 17/12/2012

[box-leia]Os fundadores do Instituto Terra*, Sebastião Salgado e Lélia Wanick, foram eleitos pela WWF-Brasil as personalidades ambientais de 2011 por conta do trabalho que realizam na organização, que visa promover a restauração ambiental e o desenvolvimento sustentável na Mata Atlântica brasileira, sobretudo na região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. 

Criada em 1999 pelo casal, a instituição já coleciona uma série de conquistas, entre elas o laboratório de sementes de espécies típicas do bioma e o viveiro de mudas, que atualmente produz 1,2 milhão de plantas de mais de 350 espécies nativas da Mata Atlântica. E os fundadores do Instituto Terra ainda querem mais: "Pretendemos chegar a 5 milhões de mudas no viveiro, em uma área de 10 hectares, em regime sazonal, e ser uma referência botânica online", conta Salgado. 

Esta é a terceira edição do Prêmio Personalidade Ambiental - que é entregue pela WWF-Brasil a cada três anos a pessoas que trabalhem em prol da conservação da natureza e da promoção do desenvolvimento sustentável no país -, no entanto é a primeira vez que a homenagem é feita a mais de uma pessoa. 

A primeira edição do prêmio foi entregue em 2006 à então ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Em 2009, foi a vez do climatologista Carlos Nobre, que, além de conselheiro do Planeta Sustentável, é coordenador do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), integrante do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) e atual secretário de Políticas e Programas de Pesquisas e Desenvolvimento do Ministério da Ciência e Tecnologia.

*Instituto Terra

comments powered by Disqus