Notícias
aquecimento global

Rio de Janeiro lança plano de resiliência para enfrentar mudanças climáticas

Suzana Camargo - Planeta Sustentável - 23/01/2015

[img1][box-leia]Líder do C40, grupo internacional de cidades que desenvolvem estratégias para mitigar e se adaptar aos efeitos causados pelo aquecimento global, a capital carioca apresentou esta semana o documento Rio Resiliente, extenso diagnóstico sobre o atual cenário de resiliência do município.

O estudo mostra os principais riscos que o Rio de Janeiro deverá enfrentar com as alterações do clima: enchentes, ondas intensas de calor, elevação do nível do mar, desmoronamentos e epidemias, como as provocadas pelo mosquito transmissor da dengue, por exemplo.

A elaboração do diagnóstico contou com a participação de diversos órgãos municipais. O texto tem prefácio de Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos e Nobel da Paz. Rio Resiliente oferece ainda um inventário de projetos, programas e iniciativas concretas para tornar a cidade mais preparada para enfrentar desastres naturais.

O plano de resiliência, que será ajustado com a colaboração de outros parceiros - academia, organizações não-governamentais e sociedade civil, terá três grandes áreas de atuação: Gestão Resiliente, Comportamento Resiliente e Resiliência Socioeconômica.

Algumas ações já foram divulgadas pela prefeitura carioca:

- construção de quatro "piscinões" na região da Grande Tijuca para aumentar a capacidade de drenagem da água da chuva, reduzindo riscos de alagamentos na região da Praça da Bandeira;
- implantação de 150 km de vias exclusivas para circulação de ônibus BRT;
- mapeamento de comunidades e encostas habitadas com risco geológico e;
- implantação do plano de evacuação com sistema de sirenes em 103 localidades identificadas, aliados às obras de contenção e melhorias em infraestrutura para reduzir ou até mesmo mitigar riscos.

Integrantes da C40 sugeriram que o plano do Rio de Janeiro seja utilizado como modelo pelas demais cidades do grupo, que atuam na promoção do desenvolvimento urbano sustentável.

Segundo o prefeito Eduardo Paes, o Rio de Janeiro é a primeira cidade no mundo a criar uma gerência e um cargo na estrutura da administração municipal para tratar do tema. "O uso do termo resiliência na gestão de cidades é algo novo e está ganhando peso na forma com que governos lidam com as mudanças climáticas", afirma Pedro Junqueira, Chefe Executivo de Resiliência e Operações do Rio. "Quando os choques são inevitáveis, é essencial ter informações e infraestruturas adequadas, operações específicas e cidadãos capazes de protegerem uns aos outros".

comments powered by Disqus
Tags: