Notícias
sistema de alerta

Rio anuncia ações preventivas para evitar tragédias

Redação - Agência Brasil - 29/11/2013

[img1]

[box-leia]Ações preventivas de desastres naturais foram anunciadas nesta quinta-feira, 28/11, pelo governo fluminense na tentativa de orientar principalmente os moradores de áreas de risco, durante as chuvas de verão no estado. O Plano Estadual de Defesa Civil prevê a ampliação, já para janeiro do ano que vem, do sistema de alerta e alarme em várias comunidades, além de dois radares meteorológicos, que só começarão a operar em 2015.

De acordo com o secretário estadual de Defesa Civil, Sérgio Simões, 18% dos desastres naturais que atingem o Rio são deslizamentos de terra, seguidos por alagamentos e enxurradas. "Sabemos que esse não é o remédio definitivo, temos consciência que em condições ideais o reassentamento das famílias que moram em áreas de risco é o ideal. Mas sabemos que é um problema enorme e não terá resolução a curto prazo", disse.

Segundo ele, os exemplos de outros países, como o Chile, a Espanha, Colômbia, os Estados Unidos e o Equador, que avaliaram o plano, são importantes para desenvolver noções de risco dentro das comunidades. "Nós temos os colegas que nos visitam, que lidam com situações de terremotos. As comunidades sabem que este risco existe e sabem como proceder nesses casos. Estamos seguindo um modelo que existe no mundo inteiro e adaptando para nossa realidade", declarou.

No estado do Rio, o sistema de alerta funciona em mais de 100 comunidades para avisar os moradores sobre a possibilidade de chuvas fortes. A Defesa Civil prevê que, até janeiro, mais 180 comunidades de 12 municípios recebam o sistema, além de mais 15 municípios até o fim de 2014.