Notícias
em são paulo

Represa Guarapiranga recebe abraço em ato por preservação

Vinicius Konchinski - Edição: Aécio Amado - Agência Brasil - 30/05/2011

Centenas de pessoas uniram as mãos nesse domingo (29) e abraçaram simbolicamente a Represa Guarapiranga em três pontos da região sul da capital paulista. O ato, promovido por organizações da sociedade civil, cobrou ações para a preservação de um dos reservatórios de água mais importantes para a população da região metropolitana de São Paulo.

O lago da Represa Guarapiranga tem mais de 25 quilômetros quadrados e abrange áreas dos municípios de São Paulo, Itapecerica da Serra e Embu-Guaçu. Ele foi formado em 1906, com a construção de uma barragem para geração de energia elétrica. Atualmente, fornece água para 4 milhões de pessoas, ou seja, cerca de 20% da população da Grande São Paulo.

Apesar dessa importância, a qualidade da água da represa é constantemente ameaçada por ocupações habitacionais irregulares, obras viárias e despejo de esgoto. Para tentar mudar essa situação, moradores de bairros da região foram até a represa e reivindicaram com faixas e discursos mais ações para a preservação do local.

"A represa está ameaçada", disse Mauro Scarpinatti, coordenador da rede Olho nos Mananciais, que reúne várias organizações e que organizou o evento chamado de Abraço à Represa Guarapiranga 2011. "As autoridade vêm adotando medidas, mas elas não são suficientes."

Segundo Scarpinatti, muitas famílias ainda habitam em áreas próximas à represa, comprometendo a qualidade da água. A construção do Rodoanel, disse, também causou desmatamento na região. Scarpinatti afirmou ainda que muito do esgoto gerado pela população de mais de 1 milhão de pessoas, que mora no entorno da represa, é jogado sem tratamento no lago.

Eduardo Melander Filho mora perto da Guarapiranga há mais de 50 anos e acompanhou parte do processo de degradação da represa. Segundo ele, nos últimos anos, autoridades têm tomado medidas para preservar o local. Porém, essas ações ainda não são eficientes. "O governo recupera uma área, mas permite a degradação de outra", afirmou.

O secretário municipal da Segurança Pública de São Paulo, Edson Ortega, foi um dos representantes do Poder Público presentes ao Abraço à Represa Guarapiranga. Ele disse que a prefeitura de São Paulo está comprometida com a preservação do local. Ortega também fez a entrega formal de três botes à Guarda Civil Metropolitana, que ajudarão no monitoramento da represa.

comments powered by Disqus