Notícias
em porto alegre

Quinta-feira (26), Dilma e ministros participam de Fórum

Luana Lourenço e Paula Laboissière - Edição: Lílian Beraldo - Agência Brasil - 23/01/2012

A presidenta Dilma Rousseff deve participar, na próxima quinta-feira (26), de uma sessão especial do Fórum Social Temático (FST), em Porto Alegre (RS). No evento Diálogos entre Sociedade Civil e Governos, Dilma deve tratar de temas como a crise econômica, políticas públicas de combate à pobreza e diretrizes brasileiras para a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, marcada para junho no Rio de Janeiro.

O FST se insere no processo do Fórum Social Mundial (FSM), criado na capital gaúcha em 2001, para pensar "um outro mundo possível". A ida de Dilma ao megaevento em Porto Alegre será a primeira como chefe de Estado e dá continuidade ao histórico de participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que esteve presente em todas as edições no Brasil e em algumas no exterior. Em 2011, Dilma foi representada pelo ministro da Secretaria-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, no FSM em Dacar, no Senegal.

Dilma não irá ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, antagônico histórico do FSM. A presidenta deverá ser representada na Suíça pelos ministros das Relações Exteriores, Antônio Patriota, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel.

Apesar de ter um caráter apartidário, a presença de governantes é tradicional nos eventos ligados ao FSM, e não deve ser diferente nesta edição temática, com participação significativa dos executivos federal e estadual. O diálogo entre governo e movimentos sociais abre caminho para que demandas sejam discutidas e possam ser incorporadas a políticas públicas.

Além da presidenta, sete ministros devem participar das atividades do FST. Na lista estão os ministros da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho; da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário; do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello; da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes; da Agricultura, Mendes Ribeiro; e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Helena de Bairros.

Durante as atividades, os ministros deverão reafirmar as medidas anti-crise adotadas pelo governo brasileiro e defender os programas de combate à pobreza. Outra prioridade será a defesa da posição brasileira para a Rio+20. O documento-base da conferência, divulgado no início de janeiro pela Organização das Nações Unidas (ONU), tem sido alvo de críticas da sociedade civil pela ausência de propostas efetivas para um padrão de crescimento mais sustentável.

Até domingo (29), cerca de 30 mil pessoas devem participar do FST, segundo estimativas da organização. A programação inclui mais de mil atividades em Porto Alegre e em mais três cidades da região metropolitana da capital gaúcha.

comments powered by Disqus