Notícias
resíduos eletrônicos

Projeto Eco-Eletro deverá capacitar 180 pessoas

Sucena Shkrada Resk - Planeta Sustentável - 24/03/2011

Em dois anos, o projeto Eco-Eletro - Reciclagem de Eletrônicos deverá capacitar 180 pessoas e beneficiar indiretamente dois mil catadores de cooperativas de reciclagem de São Paulo, Guarulhos e municípios do ABC, quanto à triagem correta e descarte de lixo eletrônico

A iniciativa, coordenada pelo Instituto GEA - Ética e Meio Ambiente com parceria da USP - Universidade de São Paulo atende uma das principais diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída em agosto passado e em processo de regulamentação, desde dezembro. Integra também ações que fazem parte das metas do Comitê Interministerial de Inclusão Social e Econômica dos Catadores de Materiais Recicláveis, criado em fevereiro deste ano. 

O objetivo, segundo Ana Maria Luz, presidente do Instituto GEA, é fomentar a ampliação da geração de renda dos cooperados, além de orientá-los para evitar possíveis prejuízos à saúde, em decorrência da manipulação de matérias que possuem substâncias contaminantes, como metais pesados. 

O projeto foi um dos 113 contemplados pelo Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania 2010. 

Leia também:
Resíduos sólidos: regulamentação começa a sair do papel
Comitê Interministerial dos Catadores foi criado hoje
Projeto Ecoti coleta lixo eletrônico
A maldição do lixo eletrônico

comments powered by Disqus