Notícias
paulistano nota dez

Prêmio homenageia pessoas transformadoras

Redação - Veja São Paulo - 18/12/2014

[img1][box-leia]Na noite de segunda-feira, 15/12, Veja São Paulo realizou a primeira edição do prêmio Paulistano Nota Dez, que homenageou pessoas cujos trabalhos voluntários transformam a cidade.

A festa, patrocinada pela Ford, ocupou o espaço de eventos Casa Itaim, na Zona Oeste, e recebeu diversas personalidades para entregar os troféus: a empresária Viviane Senna, o urologista Miguel Srougi, o empresário Guilherme Leal, a apresentadora Luciana Gimenez, o cabeleireiro Marco Antônio de Biaggi, o publicitário Nizan Guanaes, a jornalista Marília Gabriela, a atriz Regina Duarte, o cantor Carlinhos Brown, o piloto Rubens Barrichello, o velejador Lars Grael, a modelo Daniela Cicarelli, a ativista Luisa Mell, o presidente da Abril Mídia Fábio Barbosa e o vice-presidente de marketing da Ford Natan Vieira.

Vários outros compareceram ao evento para conhecer melhor as histórias, como o empresário Facundo Guerra e sua mulher, Vanessa Rozan, José Júnior, do Grupo Cultural AfroReggae, o rabino Henry Sobel e os chefs Erick Jacquin, Henrique Fogaça e Olivier Anquier.

O grande vencedor da noite foi José Roberto de Souza Barros, motoboy que distribui desde 2002 brinquedos para crianças carentes da Zona Leste. Ele recebeu o maior número de votos em uma enquete publicada no portal da revista. Foram selecionados para a disputa dez nomes que estaparam a seção Paulistano Nota Dez ao longo do ano. Durante seu discurso, Barros sugeriu que a plateia se abraçasse para mostrar como o amor pode ajudar o mundo. A loja Armarinhos Fernando o presenteou com 10 000 reais em brinquedos.

Foi aplaudida de pé Clarisse Mendonça Aun, de 89 anos. Ela escreve cartas e currículos para analfabetos no Poupatempo Santo Amaro. A atriz Regina Duarte e o empresário Guilherme Leal, da Natura, entregaram seu prêmio.

Armando Braz, o maior doador de plaquetas sanguíneas da Santa Casa de Misericórdia, e Mylene Duarte, da ONG Cabelebria, que arrecada mechas para produzir perucas para crianças com câncer, emocionaram o público com seus discursos. Eduardo Lyra, do Instituto Gerando Falcões, falou sobre como nunca deixou de acreditar ser possível superar desafios, apesar de ter nascido em um ambiente de extrema pobreza.

Destacaram-se no palco Fernanda Bianchini, dona de uma escola de balé para cegos, acompanhada por uma de suas alunas, e Kica de Castro, criadora de uma agência de modelos apenas para deficientes. Ela apareceu junto de três pessoas que fazem parte de seu casting, entra elas uma miss cadeirante. O publicitário Nizan Guanaes lhe entregou o troféu e também seu cartão para futuros contatos.

Donos do Lar Nossa Senhora Aparecida, incentivador do ciclismo para crianças, Ricardo Cocuzzi e Selma da Silva comemoraram a coroação. Tatiane Ichitani, coordenadora de uma ONG que leva cachorros para visitar idosos e crianças em abrigos e hospitais, se surpreendou por ser escolhida.

Durante o evento, pontuado por breves vídeos que exemplificavam o trabalho de cada um dos ganhadores, integrantes do projeto Meninos do Morumbi - de Flávio Pimenta, outro homenageado na noite - fizeram uma versão da música Sampa, de Caetano Veloso, contagiando o público. O compostitor Carlinhos Brown, que entregou o prêmio a Pimenta,decidiu entrar no ritmo e ajudar na batucada.

Confira os vídeos de apresentação do trabalho dos ganhadores do prêmio Paulistano Nota Dez:

comments powered by Disqus
Tags: