Notícias
risco nos oceanos

Poluição sonora causa lesões em polvos e lulas

Kátia Arima - Portal National Geographic Brasil - 12/04/2011

Pesquisa da Universidade Técnica de Catalunha, em Barcelona, na Espanha, concluiu que polvos, lulas e outros cefalópodes semelhantes sofrem grandes lesões nas estruturas auditivas por causa da poluição sonora nos oceanos, causada por navios, sonares e atividades humanas no ambiente marítimo. 

Um time conduzido pelo pesquisador Michel André examinou em laboratório 87 cefalópodes, de quatro espécies diferentes. Os animais foram expostos a sons de baixa frequência entre 157 a 175 decibéis. Depois, foram examinados seus estatocistos, estruturas que dão equilíbrio a esses animais. Todos os animais expostos ao som foram seriamente lesados no estatocistos. 

O estudo foi publicado no periódico Frontiers in Ecology and the Environment, da Ecological Society of America. Sem a capacidade auditiva, os animais perdem a capacidade de se orientar pelo oceano e, consequentemente, reduzem suas habilidades para se caçar e se alimentar, se reproduzir e de fugir de predadores. 

Pesquisas anteriores já haviam constatato anteriormente que a poluição sonora nos oceanos prejudicava baleias e golfinhos, que usam o som para se comunicar entre si, mas ainda não se sabia que isso trazia malefícios aos cefalópodes.

comments powered by Disqus