Notícias
astronomia

Poluição luminosa é tema de encontro nacional

Guilherme Lorenzetti - National Geographic Brasil Online - 11/11/2011

A poluição luminosa, uma das menos conhecidas formas de poluição do meio ambiente, é o tema do 14º Encontro Nacional de Astronomia (Enast). O evento será realizado de 12 a 15 de novembro, no campus Barra Funda da Unip, em São Paulo. Todos os efeitos não desejados da iluminação artificial são considerados poluição luminosa.

O diretor do Clube de Astronomia de São Paulo, André Izecson, explica que o correto seria que cada dispositivo luminoso projetasse sua luz em direção ao solo. Porém, certas luminárias acabam jogando sua luz paralelamente ao solo ou a deixam vazar em direção ao céu. A iluminação artificial inadequada do céu noturno altera o ciclo circadiano (um mecanismo do corpo que ajusta o relógio biológico, e que ajuda a organizar o apetite e o sono, por exemplo) dos seres humanos como dos animais. Isso causa doenças e chega até a afetar o processo de migração de pássaros.

Esse tipo de poluição afeta o trabalho dos astrônomos. "É o principal fator que prejudica a astronomia. A iluminação do céu impede que sejam vistas as estrelas e outros objetos menos brilhantes, como nebulosas e galáxias. Assim, a poluição luminosa atua como um véu que oculta o universo e impede o seu estudo. Os observatórios astronômicos sempre foram construídos em locais desérticos e remotos, para evitar, respectivamente, nuvens e a poluição luminosa. Alguns grandes observatórios, como, por exemplo, o do monte Palomar, nos Estados Unidos, hoje se encontram ameaçados pelo crescimento urbano e a consequente poluição luminosa em seus arredores", afirma Izecson.

Além de causar esses problemas, a poluição luminosa também é sinônimo de desperdício de energia. Para se ter uma ideia da economia que pode ser feita, em San Diego, nos Estados Unidos, o governo local adotou regras mais rígidas para a fiscalizar esse tipo de fenômeno. Um ano após a adoção dessas medidas a cidade economizou três milhões de dólares, apenas evitando o uso desnecessário de dispositivos luminosos.

As inscrições para o 14º Enast já foram encerradas. Para acompanhar as notícias sobre os impactos causados pela poluição luminosa, acesse o blog da Poluição Luminosaque relata, por textos e fotos do céu noturno enviados por leitores os problemas oriundos da má iluminação. O blog é mantido pelo Clube de Astronomia de São Paulo, um dos organizadores do Enast.

comments powered by Disqus