Notícias
desenvolvimento

Políticas climáticas podem aumentar PIB em trilhões

Vanessa Barbosa - EXAME.com - 25/06/2014

[img1]

[box-leia]Para atingir prosperidade e acabar com a pobreza, é preciso crescimento, trabalho, competitividade e oportunidades. Mas em tempos de aquecimento global, o crescimento tem que ser baseado em baixa emissão de carbono e em sociedades mais resilientes. O desafio é tornar o discurso atraente para governos e empresas que ainda julgam políticas climáticas um empecilho ao crescimento. Não precisa ser assim. 

Novo estudo divulgado pelo Banco Mundial e pela ClimateWorks Foundation mostra que o investimento em eficiência energética, gestão de resíduos e melhoria do transporte público pode aumentar a produção econômica global entre US$1,8 trilhão e US$ 2,6 trilhões por ano. E também salvar vidas, reduzir a perda de cultivos e enfrentar a mudança climática. 

O relatório mostra os ganhos potenciais econômicos, para a saúde e outros ganhos decorrentes da ampliação de políticas climáticas inteligentes, bem como projetos já em andamento em países em desenvolvimento como o Brasil, Índia e México. 

Mas que ações podem assegurar o crescimento, aumentar o emprego e a competitividade, salvar vidas, e abrandar o ritmo das mudanças climáticas? O relatório descreve um caminho promissor e trilhável. 

BRASIL
Se o Brasil enviar todos os resíduos sólidos a aterros sanitários e produzir eletricidade a partir do gás metano, poderá criar 44 mil novos empregos e aumentar o PIB nacional em mais de US$ 13,3 bilhões. 

ÍNDIA
Se a Índia construir mil quilômetros de novas linhas de trânsito rápido de ônibus poderá salvar 27 mil vidas em virtude da redução de acidentes e poluição do ar e criar 128 mil empregos. 

MÉXICO
Se o México equipar 90% de suas criações de suínos e laticínios com sistemas de biogás e energia solar poderá reduzir o uso de energia no setor em 11%, criar 1.400 empregos e aumentar o PIB nacional em US$ 1,1 bilhão. 

CHINA
Se a China distribuir 70 milhões de fogões limpos e adequados, poderá evitar cerca de mais de um milhão de mortes prematuras, colher quase US$ 11 bilhões em benefícios econômicos e criar 22 mil empregos. 

Ao mesmo tempo, em conjunto, as políticas podem evitar aproximadamente 94 milmortes prematuras decorrentes de doenças relacionadas com a poluição em 2030, bem como prevenir emissões de gases de efeito estufa em praticamente o equivalente a tirar das ruas dois bilhões de carros. 

De quebra, se plenamente implementado, o conjunto de ações de políticas normativas, tributárias e projetos de mitigação climática poderia ajudar a limitar o aquecimento global a 2º centígrados.

Tags: