Notícias
áfrica

Após polêmica pela morte do leão Cecil, caçadora dos EUA exibe fotos de caçadas em redes sociais

- Brasil Post - 05/08/2015

[img1][box-leia] Depois da morte do leão Cecil - abatido ilegalmente por um grupo de caçadores, que incluía um dentista dos EUA - outra americana chocou o mundo por sua crueldade.

Sabrina Corgatelli é de Idaho e, recentemente, compartilhou fotos chocantes de uma recente viagem de duas semanas à África do Sul com seus mais de 10 mil seguidores no Facebook.

Em uma das fotos, ela aparece junto com uma girafa morta. "Dia 2, eu peguei uma imensa girafa velha. Que animal incrível! Eu não poderia estar mais feliz! Minha emoção após caçá-la é um sentimento que eu nunca foi esquecer!", diz ela na legenda da imagem. Entram para a lista outros animais como crocodilos e antílopes.

Segundo o jornal Metro, a caça de girafas é permitida na África do Sul, na Namíbia e no Zimbábue. Após a repercussão mundial da morte do leão Cecil, o Zimbábue proibiu a caça de leões e leopardos.

Em resposta às inúmeras críticas que vem recebendo na rede social, Corgatelli citou trechos da Bíblia para se defender:

"Tudo o que vive e se move servirá de alimento para vocês. Assim como dei a vocês os vegetais, agora dou todas as coisas. (Gênesis 9:3)"

"Agora, pois, toma as tuas armas, a tua aljava e o teu arco, e sai ao campo, e apanha para mim alguma caça. (Gênesis 27:3)"

 
 
 

Aaron's 13 foot Crocodile. What a great Trophy and fun hunt!!

Posted by Sabrina Corgatelli on Viernes, 31 de julio de 2015
comments powered by Disqus