Notícias
Sami Keinänen Inédito: expedição encontra plástico no Oceano Ártico
oceano plastificado

Inédito: expedição encontra plástico no Oceano Ártico

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 06/09/2011

A equipe da expedição Arctic Sunrise, do Greenpeace, encontrou, pela primeira vez na história, pedaços de plástico e nylon no Oceano Ártico. Os resíduos foram achados no Mar de Barents, que fica a menos de 1.300 km do polo Norte e completamente distante de qualquer assentamento humano. 

Segundo os expedicionários, comandados pela oceanógrafa inglesa Clare Miller, evidências sugerem que o lixo plástico tenha sido "importado" de regiões populosas do planeta, por meio de correntes marinhas como a do Golfo. 

Ainda de acordo com os pesquisadores, os resíduos encontrados no Oceano Ártico são praticamente invisíveis a olho nu e tiveram que ser capturados com redes especiais, utilizadas para coletar plâncton. Ainda assim, o lixo pode causar grandes estragos no local, como o sufocamento de pequenos animais e, até mesmo, o desequilíbrio do ecossistema, uma vez que os pedacinhos de plástico causam impacto semelhante ao dos hormônios sexuais na água e podem atrapalhar a reprodução dos bichos. 

A equipe da expedição Arctic Sunrise coletou quatro amostras da água do Mar de Barents, que agora serão analisadas em laboratório especializado da cidade de Exeter, no Reino Unido. 

Leia também:
Pescadores vão coletar lixo plástico no mar
 
Mar plastificado 

comments powered by Disqus