Notícias
resíduos sólidos

Paulínia: coleta seletiva em contêineres gigantes

Sucena Shkrada Resk - Planeta Sustentável - 25/08/2011

O município de Paulínia, em SP, está implementando um sistema novo de coleta seletiva no Modelo “Meclix”, que é composto por 25 jogos com duas lixeiras cada, com capacidade individual para três mil litros, que deve ser concluído em outubro deste ano. Uma unidade é destinada a resíduos seletivos de papel, plástico e alumínio e outra a orgânicos. Segundo a Prefeitura, um dos diferenciais do equipamento está em um sensor que avisa quando estiver próximo de atingir o limite de sua capacidade, para ser esvaziado. O atual modelo substitui coletores seletivos individuais. 

Os contêineres ‘gigantes’ estão localizados no centro comercial, próximo à antiga rodoviária e ao Complexo Rodoshopping, entre outros pontos. A tecnologia, de acordo com o poder municipal, já é utilizada na Europa, principalmente na Espanha e em Portugal. 

O equipamento é composto por uma cuba estanque de concreto, um contêiner de plástico, uma tampa com acabamento e uma lixeira de aço inox com o fundo falso. A operação de retirada dos materiais do recipiente leva em média três minutos. Os resíduos e rejeitos são destinados ao aterro sanitário , onde há uma cooperativa de reciclagem.

Leia também:
55,8% do PET é reciclado no Brasil, diz Censo

comments powered by Disqus