Notícias
meio ambiente

Pantanal deve ter a maior cheia dos últimos dois anos

Olavo Guerra - National Geographic Brasil - 16/03/2011

O Rio Paraguai terá o maior nível dos últimos dois anos, chegando à média de 4,5 metros, segundo a unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em Corumbá (MS), no Pantanal.

Foi a segunda previsão de cheia para o Rio Paraguai em 2011 divulgada pela Embrapa Pantanal, que recomenda que os pecuaristas fiquem em alerta. Alguns produtores já estão retirando o gado das áreas mais baixas. Muitas fazendas da região estão ilhadas e algumas estradas intransitáveis.

O pesquisador responsável pelas previsões, Ivan Bergier, da Embrapa Pantanal, afirma que, se as chuvas que caíram em janeiro e fevereiro se mantiverem por todo o mês de março, o rio Paraguai poderá superar o nível de 5 metros. Se forem mais intensas, podem chegar até a 6 metros. Nesse cenário, o pico da cheia deverá ser registrado em abril, provavelmente na segunda quinzena.

Em 2008, o Rio Paraguai passou por seu último período de cheias, chegando a 5,29 metros de altura. Em 2010, ao contrário, o rio passou por uma longa estiagem, registrando 1 metro de altura no início de novembro, nível que permaneceu até janeiro de 2011. O pico de cheia do rio no ano passado foi 4,36 metros, marcado no dia 22 de julho, menor do que a previsão para 2011.

No próximo dia 31, a Embrapa Pantanal divulgará a terceira previsão de cheia do Rio Paraguai, que será mais precisa.

O Rio Paraguai nasce na Chapada dos Parecis, no Mato Grosso, e desce em direção ao Pantanal sul-matogrossense, onde é medido em Ladário, com a centenária régua da cidade. O rio passa ainda pela Bolívia, pelo Paraguai e pela Argentina.

Em maio, a NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL trará uma reportagem sobre o Pantanal, com imagens do blogueiro do site, o fotógrafo Izan Petterle.

comments powered by Disqus