Notícias
responsabilidade social

Pacto Global reafirma comprometimento com pilares do desenvolvimento sustentável

Suzana Camargo - Planeta Sustentável - 07/11/2014

[img1][box-leia]Cerca de 200 empresas e organizações signatárias da Rede Brasileira do Pacto Global participaram em São Paulo, do encontro anual da iniciativa, realizado em 04/11. Entre os principais temas debatidos estiveram liderança e inovação, pilares do compromisso assumido pelo setor empresarial junto às Nações Unidas para a construção de uma sociedade mais inclusiva e sustentável.

Georg Kell, diretor executivo do Pacto Global da ONU (na foto acima), veio ao Brasil especialmente para o evento. "Nenhuma empresa sozinha muda o mundo. Mas se aquelas com valores próximos se unem, obtêm poder para a mudança que buscamos", destacou. "Cabe às organizações trabalharem juntas em temas fundamentais como o empoderamento das mulheres, a erradicação do trabalho infantil e o combate à corrupção".

A questão da atuação responsável também foi levantada durante o encontro. Jorge Chediek (foto abaixo), coordenador-residente da ONU e representante-residente do PNUD no Brasil, afirmou que uma economia que cresce só faz sentido se igualmente impulsiona o desenvolvimento humano e melhora a qualidade de vida das pessoas. "As empresas serão as responsáveis pelas tecnologias que mudarão o paradigma de produção para formas mais limpas e eficientes", exemplificou.

[img2]

Renata Seabra, diretora executiva da Rede Brasileira do Pacto Global, ressaltou a importância do papel de liderança do setor empresarial. Para ela, as corporações devem colaborar com discussões chaves que ocorrerão em 2015 - a definição dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável pela ONU e novo acordo climático global, a ser definido na 21a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 21) em Paris.

Palestrante convidado, Silvio Meira, presidente do Conselho de Administração do Porto Digital, em Recife, conversou com a plateia sobre inovação para a sustentabilidade. Ele mostrou que são necessárias estrutura tecnológica e boa formação profissional para que esse cenário se torne viável. "A tecnologia sozinha não resolve problemas. Mudanças só acontecem em rede", disse.

Ainda de acordo com Meira, "inovação é meio, não fim", e a ética deve permear todas as nossas ações, seja como pessoas físicas ou jurídicas.

Um dois paineis promovidos durante o evento foi Lideranças em Sustentabilidade: como fazer a diferença, mediado por Alexandre Mac Dowell, diretor-presidente da Associação Brasileira de Profissionais de Sustentabilidade (Abraps). Foram apresentados exemplos práticos do dia a dia nas áreas de sustentabilidade e responsabilidade socioambiental dentro das empresas.

[img3]

Ao final do dia, os participantes conheceram mais sobre a plataforma Arquitetos de um mundo melhor, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de ação, colaboração e co-investimento entre diferentes atores.

Paralelamente à realização do encontro anual, a Rede Brasileira do Pacto Global fez a curadoria de programação do Espaço Sustentabilidade no HSM ExpoManagement, considerado o maior evento sobre gestão corporativa da América Latina. Com o tema "O Futuro é Global", sete painéis ofereceram uma programação que compartilhou aprendizados sobre questões fundamentais para uma gestão mais justa e responsável, com a participação de convidados internacionais, como Georg Kell e o professor indiano Raj Sisodia, cofundador do movimento Capitalismo Consciente.

 

Como estímulo à sustentabilidade, as emissões de gases de efeito estufa referentes à realização do Encontro Anual - tais como resíduos produzidos, consumo de energia elétrica, viagem dos participantes - foram mensuradas e compensadas, com apoio da Eccaplan. Os participantes do evento poderão acessar aqui a calculadora de emissões e avaliar também suas pegadas de carbono.

comments powered by Disqus
Tags: