Notícias
pela floresta!

ONGs pedem que Amazônia seja prioridade no próximo governo

Suzana Camargo - Planeta Sustentável - 10/10/2014

[img1][box-leia]Três das principais ONGs que atuam na Amazônia – Imazon*, Ipam* e Amigos da Terra* – lançaram manifesto conclamando os dois presidenciáveis, que disputam o segundo turno nas eleições deste ano, para priorizar a região em seu governo.

A plataforma Amazônia e as Eleições 2014: Oportunidades e Desafios para o Desenvolvimento Sustentável descreve os desafios e oportunidades para o desenvolvimento sustentável da região, faz recomendações e propõe soluções.

Segundo as entidades, apesar da riqueza dos recursos naturais e do papel estratégico da Amazônia, ela tem gerado poucos benefícios sociais e econômicos para a população local, cerca de 24 milhões de pessoas.

Entre as propostas apresentadas pela plataforma estão:

- revisão da política energética brasileira, que prevê a construção de 30 hidrelétricas na Amazônia até 2023;
- priorização das energias limpas;
- maior cuidado e uso efetivo das Unidades de Conservação (UCs);
- investimento em tecnologia para o agronegócio;
- apoio à agricultura familiar e;
- estímulo à conservação e restauração florestal, sobretudo das matas nativas.

As ONGs afirmam que apesar desta importância vital da região, a Amazônia não foi incluída na pauta dos debates dos candidatos à presidência. Ainda segundo as entidades, o desmatamento voltou a crescer e o uso predatório dos recursos naturais é muito alarmante.

Só para lembrar: a Amazônia abriga 1/3 terço das florestas tropicais do planeta, que cumprem papel fundamental na conservação da biodiversidade, no ciclo do carbono e na regulação do clima; produzem “cerca de 20 bilhões de toneladas de vapor d’água por dia, transportadas em nuvens que geram chuvas no centro-sul do país”. É lá também que está a maior bacia hidrográfica do mundo.

*Imazon
Ipam
Amigos da Terra

comments powered by Disqus
Tags: