Notícias
estudo

Novo Atlas Soci-Água traz dados sobre recursos hídricos

Marina Franco - Planeta Sustentável - 18/10/2011

Será lançada, no dia 20 de outubro, a versão 2011 do Atlas Soci-Água, um trabalho do IVIG - Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais, centro da COPPE/UFRJ, feito em parceria com a FGV - Fundação Getúlio Vergas e encomendado pelo MCT - Ministério de Ciência e Tecnologia.

O Atlas é um banco de dados georeferenciados sobre:
- Saneamento e Saúde;
- Irrigação para a Produção de Alimentos e
- Produção de Energia em Usinas Hidrelétricas.

Sua versão atualizada - que foi produzida pela Synergia Editora, com recursos da Finep e da COPPE/UFRJ - trará um levantamento dos problemas dessas três áreas e sugestões de melhorias. Foi identificado, por exemplo, que atualmente a coleta de esgoto atinge 60% da população brasileiro, mas o tratamento é de apenas 20% do esgoto coletado.

Ainda de acordo com o estudo, Brasília tem o melhor sistema de abastecimento e tratamento de água entre as capitais do país. Em áreas da periferia e da zona rural a situação é mais crítica e precisam de soluções nesse sentido.

O Atlas também aponta que existem cerca de quatro milhões de áreas irrigadas no país, o que corresponde a menos de 3% do território plantado. O índice está bem abaixo da média mundial, que é de 20%.

Participaram desta edição 30 pesquisadores do IVIG e da FGV, entre eles engenheiros, arquitetos, biólogos, geógrafos, sociólogos e economistas, sob coordenação do professor Marcos Freitas. A equipe percorreu o Brasil em busca de dados que auxiliem as tomadas de decisões de políticas públicas do governo.

O trabalho faz parte do projeto Impactos Sociais de Políticas Públicas relacionados aos Recursos Hídricos, do Fundo Setorial de Recursos Hídricos do MCT. A primeira edição foi lançada em 2009.

comments powered by Disqus