Notícias
Divulgação/Climate Institute Mudanças climáticas afetam saúde mental da população
bem-estar

Mudanças climáticas afetam saúde mental da população

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 30/08/2011

O estudo A Climate of Suffering: the real costs of living with inaction on climate change (Um Clima de Sofrimento: os custos reais de viver com a falta de ação ante às mudanças climáticas, em tradução livre), divulgado nesta segunda-feira, 29/08, pelo Climate Institute, apontou que as mudanças climáticas podem afetar a saúde mental da população, provocando, entre outros problemas, crises de stress nos adultos e angústia e ansiedade nas crianças. 

As principais vítimas seriam pessoas que já presenciaram eventos climáticos extremos, como secas e inundações. Dessas, pelo menos uma em cada cinco manifestará problemas emocionais que podem persistir durante anos, de acordo com a pesquisa. 

Além disso, o estudo apontou que, se não tratadas, as implicações na saúde mental podem desencadear doenças como o alcoolismo e, até mesmo, aumentar as taxas de suicídio nos locais onde aconteceram eventos climáticos extremos. 

A pesquisa A Climate of Suffering: the real costs of living with inaction on climate change, que pretende alertar sobre a necessidade urgente de ações eficazes contra as mudanças climáticas, está disponível, em inglês, na íntegra.

comments powered by Disqus