Notícias
falta de comida

Jovens pinguins estão morrendo de fome na Antártica

Olavo Guerra - National Geographic Brasil - 13/04/2011

Jovens pinguins que vivem na Antártica estão morrendo por conta da dificuldade de encontrar alimento, de acordo com um estudo da National Marine Fisheries Service, em La Jolla, Califórnia, nos Estados Unidos, publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences

O principal alimento desses pinguins é o krill, um pequeno crustáceo semelhante ao camarão que está se afastando das costas com o derretimento das gelerias. Os krills são fundamentais na cadeia alimentar da Antártica, pois além dos pinguins, servem de alimento para baleias e focas. 

A população de krills está diminuindo, segundo a pesquisa, devido a dois problemas. As temperaturas mais elevadas - entre 5°C e 6°C - derretem as camadas de gelo sob o mar, lar dos fitoplânctons, o principal alimento dos krills. Além da falta de alimentos, o crustáceo também é presa da baleia-jubarte, que passa por um processo de repopulação da região. 

A espécie mais ameaçada é o pinguim-de-barbicha (Pygoscelis antarctica), pois sua população vive em uma área restrita, entre a península Antártica e Ushuaia, no extremo sul da Argentina. De acordo com as pesquisas, há entre 2 milhões e 3 milhões desses pinguins vivendo na Antártica, mas havia cerca de 7 milhões há 20 anos. 

Os estudos mostram ainda que, mesmo com a diminuição da população de krills nos últimos 20 anos, os pinguins da região não passaram a comer mais peixes, o que poderia ser uma solução às aves.

comments powered by Disqus