Notícias
denuncie!

Metrô inicia campanha contra encoxadas: 'Abuso sexual é crime'

Diego Iraheta - Brasil Post - 11/04/2014

[img1]

[box-leia]Após a mobilização por uma campanha "antiencoxada" no transporte público de São Paulo, o Metrô vai reforçar a prevenção e o combate dos abusos sexuais nos trens e nas estações. O aumento da repressão das encoxadas pela polícia, no início deste ano, motivou um debate acalorado nas redes sociais sobre o problema. Uma propaganda bastante controversa da rádio Transamérica acirrou as discussões por declarar que "trem lotado é bom pra xaveca a mulherada".

Diante da publicidade equivocada, o grupo Minha Sampa reuniu quase cinco mil assinaturas exigindo verba para a publicidade contra os abusos. A campanha foi batizada de "Não Passarão" e foi a primeira ação da rede que busca uma São Paulo mais participativa e mais democrática. "Vamos continuar acompanhando para ter certeza de que as ações prometidas serão realizadas e que o Metrô enviará uma mensagem clara: abusadores não passarão", diz a mensagem no site do Minha Sampa.

A campanha começou nesta quarta-feira, 09/04. A assessoria do Metrô diz que a publicidade contra abusos foi uma iniciativa da própria equipe de comunicação da companhia. As principais ações são:

- a distribuição de folhetos aos usuários em horários de pico, no início da manhã e no fim da tarde;

- a exibição de vinhetas nos monitores internos dos trens;

- a divulgação do número de denúncia por meio de cartazes afixados nas estações.

Atualmente, mais de mil agentes de segurança uniformizados e à paisana atuam para coibir crimes nas áreas do metrô. "O Metrô repudia o abuso sexual, crime que deve ser combatido dentro e fora do transporte público", diz o texto da assessoria.

Se você sofreu ou presenciou uma encoxada (alguém apalpou ou se esfregou em você, mostrou a genitália, bateu foto por baixo da calcinha), é necessário denunciar. O SMS-Denúncia é: 97333-2252.

Tags: