Notícias
acesso à água

O que Matt Damon foi fazer no Fórum Econômico de Davos

Vanessa Barbosa - Exame.com - 23/01/2014

[img1]

[box-leia]Ele pode ter perdido o Golden Globe de melhor ator para Michael Douglas, mas Matt Damon tem outros motivos para se sentir especial neste começo de 2014. O ator americano recebeu um prêmio durante abertura do Fórum Econômico Mundial de Davos por sua atuação em prol da universalização do acesso à água.

Damon é co-fundador, ao lado de Gary White, do Water.org, uma instituição sem fins lucrativos que visa angariar fundos para tornar universal o acesso à água tratada e a instalações sanitárias adequadas nas comunidades carentes do globo.

De acordo com a ONG, cerca de 780 milhões de pessoas vivem desprovidas de água potável. E mais de 2,5 milhões não possuem sequer instalações sanitárias adequadas.

FALANDO A LÍNGUA DE DAVOS
Damon trouxe um elemento extra para uma conferência que há 44 anos reúne os principais pensadores, empresários e políticos para debater os problemas do mundo.

Brincalhão, começou seu agradecimento com o discurso que teria feito caso tivesse levado o Globo de Ouro, cuja premiação ocorreu dia 12. A plateia caiu na risada.

Em seguida, adotou semblante sério e falou dos desafios de levar água às regiões mais pobres e desprovidas de infraestrutura.

“Tendo viajado pelo Terceiro Mundo um pouco, comecei a ter uma ideia real da magnitude da crise da água, e isso me chocou", disse Damon. "A cada 20 segundos, uma criança morre, porque elas não têm acesso a água potável e saneamento."

Ao invés de fazer pedidos para que os ricos façam caridade, o ator e ativista americano falou sobre conceitos de "créditos" de água.

"Uma forma de micro finanças ou empréstimo que fornece dinheiro para que os mais pobres possam corrigir os seus problemas e seguir em frente para uma vida mais saudável sem privação de água", disse.