Notícias
no Saara

Lago misterioso surge no deserto e intriga cientistas

Maurício Grego - Exame.com - 04/08/2014

[img1][box-leia]Um lago misterioso a 25 km da cidade de Gafsa, na Tunísia, tem intrigado cientistas e moradores. O lago surgiu de repente no meio do deserto de Saara, num vale onde antes só havia areia, rochas e cascalho, conta o jornal britânico The Guardian.

O lago cobre uma área de 1 hectare e tem profundidade máxima estimada em 18 metros. Desde que foi descoberto por homens que atravessavam o deserto, virou área de lazer. Todos os dias, centenas de moradores de Gafsa vão até lá para escapar do calor de 40 graus. Aproveitam para nadar e mergulhar das rochas.

Uma página no Facebook mostra fotos do local. Mas não se veem mulheres nelas. A cultura islâmica da região parece reservar essa diversão aos homens.

Para os geólogos, a explicação mais provável para a formação do lago é que um abalo sísmico tenha aberto uma brecha no leito rochoso. A água sob pressão, teria, então, subido de algum lençol subterrâneo.

Quando o lago foi descoberto, a água era transparente. Com o tempo, houve proliferação de algas e ela foi ficando esverdeada. Para os cientistas, isso indica que não há renovação da água. Se havia uma brecha que permitiu a passagem, ela se fechou.

A água parada pode servir para a incubação de micro-organismos patogênicos, o que torna arriscado banhar-se no lago. Além disso, se abalos sísmicos abriram e fecharam a brecha, isso pode acontecer novamente. Haveria, então, o risco de a água voltar ao subsolo, possivelmente arrastando banhistas junto.

Outra preocupação é que Gafsa é um centro de mineração de fosfato. Esse mineral normalmente ocorre em depósitos radiativos. Assim, a água do lago também pode estar contaminada pela radiatividade.

Há dez dias, autoridades de Gafsa avisaram que nadar no lago pode ser perigoso. Segundo o Guardian, secretário de segurança pública local aguarda o resultado de análises que estão sendo feitas para tomar outras providências.

Mas os moradores parecem não resistir a um banho refrescante em pleno Saara. Apesar dos alertas, a popularidade do lago só aumenta, como mostra a página no Facebook.

Tags: