Notícias
basta de crueldade

Kesha se junta a celebridades que pedem fim a testes de comésticos em animais no Brasil

Suzana Camargo - Planeta Sustentável - 30/01/2014

[img1][box-leia]A cantora americana Kesha é mais nova personalidade do mundo do entretenimento que fez apelo para que o Brasil aprove a proibição dos testes com animais para a produção de cosméticos. Em turnê ao país, ela apoiou a campanha da Humane Society International (HSI) - #Libertasedacrueldade.

Recentemente a top model Fernanda Tavares e as atrizes Giselle Itié e Fiorella Mattheis também abraçaram a causa.

 


Mais de 30 países até agora já aboliram experimentos com animais na indústria de produtos de beleza. Infelizmente o Brasil ainda não é um deles. Atualmente há um projeto de lei em tramitação no Senado, que visa proibir esta prática para produtos cosméticos acabados (já prontos).

No entanto, a maioria dos testes de cosméticos em animais é realizada para avaliar a toxicidade dos ingredientes. A campanha da HSI defende que a lei não permita qualquer tipo de brecha e que bichos não sejam utilizados em nenhuma parte do processo de fabricação destes produtos.

"Os testes em animais são o feio segredo da indústria de beleza, por isso tenho tanta alegria em fazer parte da campanha #Libertesedacrueldade para acabar com esse sofrimento no mundo inteiro", afirmou Kesha. "O maravilhoso povo brasileiro tem mostrado que quer uma proibição completa. Agora os políticos precisam ouvir as pessoas e acabar com o sofrimento e a morte de animais indefesos por causa de um novo batom ou xampu!".

[img2]

A rapper, que já vendeu cerca de 60 milhões de álbuns no mundo todo, assinou a declaração #Libertesedacrueldade e lançou pelo Twitter e Facebook apelo para que os brasileiros pressionem o Senado.

No ano passado, o estado de São Paulo proibiu a realização de testes com animais. Segundo a HSI, pesquisas de opinião revelam que dois terços dos brasileiros são a favor de tornar ilegal os testes de cosméticos com animais.

comments powered by Disqus
Tags: