Notícias
dano ambiental

Itália teme desastre ambiental por vazamento de navio

Vanessa Daraya - INFO Online - 19/01/2012

O Governo da Itália confirmou nesta quarta-feira (18) que existe um alto risco de um desastre ambiental de grandes proporções na região da ilha de Giglio (Toscana). O problema é consequência do naufrágio do transatlântico Costa Concordia após se chocar em uma rocha.

O ministro do Meio Ambiente da Itália, Corrado Clini, disse que o dano ambiental já ocorreu no fundo do mar da ilha por causa de um pequeno vazamento de óleo do navio. No entanto, existe o risco de um possível vazamento de grandes proporções de combustível que pode se disperar ao longo da costa do Tirreno.

O combustível usado no Costa Concordia é extremamente denso. O seu vazamento pode ser danoso ao ecossistema, pois pode se sedimentar no fundo do mar. As condições ambientais dependerão das correntes martítimas, as quais podem ameaçar não só a ilha, como também o arquipélago e a costa. A ilha de Giglio faz parte de um parque natural marinho, considerado um dos mais importantes ecossistemas do Mediterrâneo.

O Governo italiano deve declarar estado de emergência da área onde naufragou o Costa Concordia por causa dos possíveis vazamentos de combustível, além de outros materiais poluentes. O estado de emergência ajuda a liberar fundos extras para ajudar a evitar vazamentos.

A expectativa é que o procedimento de retirada do combustível comece entre quinta e sexta-feira. Serão necessárias de duas a quatro semanas para retirar as 2,3 toneladas de combustível no interior do cruzeiro. O Costa Concordia encalhou e adernou com 4,2 mil passageiros a bordo. Até o momento, já são 11 mortos no naufrágio e 22 desaparecidos.

comments powered by Disqus