Notícias
tecnologias verdes

Invenção reduz efeito da seca com água do ar

Amanda Previdelli - INFO Online - 09/11/2011

O australiano Edward Linacre viu seu país passar por uma das maiores secas de sua história e decidiu fazer algo a respeito. Ele se baseou no modo de sobrevivência de um besouro da Namíbia, que consegue viver em ambientes hostis capturando moléculas de água do ar, para criar o Airdrop, que venceu o Prêmio James Dyson.

Linacre estudou pesquisas que mostravam como, em algumas áreas mais áridas, o problema não está na falta absoluta de água, mas o calor é tanto que essa água dificilmente seria encontrada em forma líquida. Seu design é capaz de ajudar as colheitas nesses ambientes quando a chuva demorar a vir. Com uma produção de baixo custo e um mecanismo absolutamente simples, o Airdrop foi feito para ser usado, ao menos inicialmente, por fazendeiros pequenos e produtores auto-suficientes.

Outra importante vantagem do desenho de Linacre - já que a ideia de condensar água do ar não é nova - é que, além do sistema ser simples e barato, ele usa energia do sol. Ou seja, o próprio calor que causa o problema dessas regiões desérticas se torna uma componente para a solução. Uma turbina leva o ar para sistemas subterrâneos, onde ele é esfriado até produzir água. Daí, essa água é guardada e distribuída pelo subsolo. O design ainda conta com um painel LCD que mostra os níveis da água na reserva, tempo de bateria solar e outras informações.

O projeto foi desenvolvido com a ajuda de fazendeiros locais e técnicos de irrigação. Todo o desenvolvimento foi feito de acordo com pesquisas que mostram a possibilidade de se usar a água do ar de regiões como o deserto australiano. O desenho final, que surgiu da proposta do Prêmio de "desenhar algo que resolva um problema", serve para ajudar agricultores nos piores momentos de seca.

comments powered by Disqus