Notícias
cinquentenário

Inpe lança site para comemorar 50 anos

Agência FAPESP - - 20/07/2011

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) lançou um site exclusivo para celebrar as realizações que marcaram seus 50 anos de história.

Na “Linha do Tempo”, o site traz os principais fatos e realizações do Inpe, em suas diversas áreas de atuação, contextualizados a acontecimentos marcantes no Brasil e no mundo, na ciência e tecnologia.

No site estão disponíveis cartilhas didáticas, para o público jovem, sobre os 50 anos, as mudanças climáticas, astrofísica e atividades gerais.

Em contínua atualização, o site também apresenta galeria de fotos, videoteca e uma seção especial destinada a todos que desejarem contar sobre projetos, curiosidades e ações que colaboraram para que o Inpe chegasse aos 50 anos como uma instituição de excelência.

Disponível em português e inglês, o site conta ainda com ferramentas para envio de atualizações aos usuários via RSS e página no Facebook.

Em 3 de agosto de 1961, o Inpe iniciou suas atividades com foco nas ciências espaciais e, como resultado, hoje abriga grupos de pesquisas reconhecidos mundialmente em áreas como geofísica, astrofísica, aeronomia e física de materiais. Depois de também conquistar o reconhecimento no sensoriamento remoto por satélites e na meteorologia, instalou um centro de excelência para detectar mudanças ambientais e avaliar seus impactos no desenvolvimento nacional.

O Inpe possui um dos supercomputadores mais poderosos do mundo para aplicações meteorológicas, climáticas e ambientais, aquirido com recursos do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) e da FAPESP. Sediará o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais, coordenado pelo MCT, com inauguração prevista para este ano.

O Instituto distribuiu gratuitamente, pela internet, as imagens de satélites que beneficiam o sistema de gestão do território do próprio governo, a pesquisa nas universidades e o desenvolvimento das empresas privadas, que geram emprego e renda com tecnologia espacial.

Mais informações: Inpe

comments powered by Disqus