Notícias
pesquisa científica

Inpa simulará efeitos do aquecimento global na Amazônia

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 14/07/2011

O Inpa - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia anunciou nesta quarta-feira, 13/07, que vai recriar, artificialmente, o ambiente aquático da Amazônia em um clima mais quente para descobrir o que acontecerá com os animais e plantas do bioma, quando a temperatura aumentar por conta do aquecimento global, como preveem os cientistas. 

A experiência - que foi anunciada pelo diretor do Inpa, Adalberto Val, durante a 63ª Reunião Anual da SBPC - simulará, em ambientes fechados de 25 m³, três cenários, baseados em projeções do IPCC - Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas para o ano de 2100: uma mais branda, uma mediana e outra drástica. 

Cada ambiente contará com a presença dos mesmos organismos vivos. São eles:
- dez espécies de peixes, como o tambaqui;
- cinco tipos de plantas, sendo que uma delas é semiterrestre;
- quatro espécies de micro-organismos do rio Negro e
- três tipos de insetos. 

O experimento será monitorado pelos cientistas do Inpa digitalmente, 24 horas por dia, durante um ano inteiro e, ao final da simulação, os resultados serão divulgados à sociedade para mostrar a todos as possíveis consequências do aquecimento global no bioma e, assim, fomentar discussões sobre possíveis medidas de combate aos cenários projetados durante o experimento. 

Leia também:
Países amazônicos se unem para medir desmatamento
 
Situação dos mares aponta risco de extinção em massa

comments powered by Disqus