Notícias
saúde

Contra infecção hospitalar

Redação - Agência Fapesp - 19/05/2011

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo lançou um projeto piloto para reduzir o índice de infecção hospitalar de corrente sanguínea em UTIs. Ao todo, 50 hospitais do estado, entre públicos e privados, assinaram a carta de intenção para participar do programa, em caráter experimental. Entre eles estão o Instituto do Coração do HC -FMUSP, Hospital Estadual de Vila Alpina, Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Hospital A.C. Camargo.

Segundo dados da Secretaria, de 2004 a 2010, tanto as infecções de trato urinário como o número de pacientes entubados por pneumonia apresentaram queda. No entanto, o índice das infecções por corrente sanguínea, decorrentes da colocação de cateteres, aumentou, no mesmo período, de 4,14 para 5,07 em cada 1.000 internações.

A implementação do projeto será feita em três etapas. A primeira, já em curso, levantará, por meio de questionários aplicados a profissionais de saúde e preenchimento de planilhas, o procedimento detalhado de operação de implantação e utilização de cateteres nas UTIs pesquisadas.

Em junho, um novo encontro entre os participantes deve discutir os procedimentos existentes e gerar um padrão, que passará a ser utilizado por todos. Na fase final, os 50 hospitais participantes relatarão os resultados obtidos com as interferências.

Mais informações no site da Secretaria da Saúde

comments powered by Disqus