Notícias
mudanças no comando

Greenpeace Brasil sob nova direção

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 22/07/2013

[img1]

[box-leia]O antropólogo e jornalista Fernando Rossetti é o novo diretor-executivo da organização não-governamental Greenpeace no Brasil. Ele assume o lugar de Marcelo Furtado, que após trabalhar 23 anos na instituição deixa o cargo para "inovar a carreira profissional e dar espaço a novas lideranças", segundo comunicado oficial.

Especialista em educação, Rossetti é cofundador da organização Aprendiz, que desenvolve o conceito de "bairro-escola" entre os jovens da cidade de São Paulo. Além disso, desde 2004, estava a frente do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), uma rede sem fins lucrativos que reúne organizações interessadas em investir em projetos de finalidade pública.

No comunicado, Fernando afirma que é uma honra assumir a direção do Greenpeace Brasil e que seu desafio atual "é repensar o papel da organização diante dos novos movimentos que surgem, tornando-a cada vez mais uma voz que representa os desejos que vêm da rua".

O Conselho do Greenpeace Brasil também ganhou uma nova presidente: a arquiteta e urbanista Laura Valente, que é mestre em gestão ambiental, consultora sênior em políticas e gestão para sustentabilidade e assessora do World Resources Institute e do Embarq Brasil nos temas mobilidade e cidades sustentáveis. Valente substitui Rachel Biderman, que ocupou o cargo por dois anos.

Atualmente, o Greenpeace possui três escritórios no Brasil - em São Paulo, Manaus e Brasília - e mais de cem funcionários que trabalham para dar suporte às duas campanhas da organização: Amazônia e Clima & Energia.

comments powered by Disqus