Notícias
combate a crime ambiental

Governo de SP lança campanha Caça Balão

Marina Franco - Planeta Sustentável - 22/07/2011

Durante os meses de julho e agosto, a Polícia Ambiental do Estado de São Paulo, em parceria com a Polícia Militar e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, promove a operação Caça Balão, com o objetivo de prevenir e reprimir a fabrição, o transporte, comércio e a soltura de balões.

A prática é proibida, uma vez que pode incendiar residências, vegetações e plantações, além de destruir o patrimônio público e provocar morte de pessoas e animais. O crime implica em detenção de um a três anos, além de multa.

A operação Caça Balão abrangerá a região metropolitana de São Paulo e, além do policiamento ambiental, contará com a colaboração de policiais militares ambientais que exercem serviços administrativos. Eles que cumprirão escala nos finais de semana, junto às suas sedes, para atender as ocorrências envolvendo balões. Ao todo, aproximadamente 100 mil policiais estão envolvidos na operação. Também serão espalhados cartazes em trens e metrôs, para educar a população.

As pessoas envolvidas no crime serão encaminhadas ao Distrito Policial responsável. Cabe à Polícia Ambiental aplicar as multas. A ação Caça Balão será apresentada ao público amanhã, às 11 horas, no palco de eventos do Horto Florestal. Os contatos para denúncia de informações sobre a prática ilegal são:
- 190, da Política Militar
- 181, o Disque Denúncia ou
- 0800-113560, Disque Ambiente.

De acordo com o governo de São Paulo, de 2007 a 2010 o número de casos de balões soltos ao ano, registrados pela Polícia Ambiental, caiu de 21 para sete. A quantidade de balões apreendidos também diminuiu de 38 para cinco.

comments powered by Disqus