Notícias
renováveis

Google investirá US$ 168 mi em mega torre solar nos EUA

Vanessa Barbosa - Exame.com - 12/04/2011

O Google anunciou o investimento de 168 milhões de dólares (266 milhões de reais) em um projeto de energia solar no deserto de Mojave, perto de Los Angeles, na Califórnia. Segundo a empresa, o projeto não depende de células fotovoltaicas, que capturam a luz solar para convertê-la em energia. Em vez disso, utiliza um grande campo de espelhos que concentram e direcionam os raios solares para um mesmo ponto de uma torre geradora. 

Em nota publicada em seu blog, nesta segunda (11), o gigante das buscas explica que o calor é concentrado em uma caldeira com água aquecida a uma temperatura superior a 550º C, produzindo vapor. Esse vapor faz girar um conjunto de turbina para geração de eletricidade. "É como queimar um tufo de grama com uma lupa que projeta a luz do sol, só que mil vezes mais intenso", diz Rick Needham, Diretor de Negócios Verdes. 

A nova fábrica vai gerar 392 megawatts de potência ao longo de sua vida útil- o suficiente para manter cerca de 90 mil carros elétricos nas ruas por mais de 25 anos, de acordo com o Google. A título de comparação, o potencial de geração da central é quivalente ao de uma hidrlétrica de médio porte. 

Fruto de uma parceria com a BrightSource Energy, a torre de energia terá cerca de 450 metros de altura e será cercada de 173 mil heliostats, cada um com dois espelhos. A construção do sistema deve ser concluída em 2013. Na semana passada, o Google também investiu cinco milhões de dólares em uma usina solar na Alemanha. Ao todo, a empresa já destinou mais de 250 milhões de dólares para projetos de fontes renováveis. 

Um dos seu maiores projetos é um parque de energia eólica offshore, nos Estados Unidos, chamado de Atlantic Wind Connection. Com custo orçado em seis bilhões de dólares, o investimento pretende criar um sistema de transmissão longe da costa que liga os aerogeradores ao longo de 560 quilômetros entre os estados de New Jersey e Virgínia. A participação do Google é de 37,5% na empreitada, que conta com mais dois sócios.

comments powered by Disqus