Notícias
oceanos

Google agora revela as profundezas do mar com 'SeaView'

Vanessa Barbosa - Exame.com - 29/02/2012

Imagine poder explorar a maior formação de coral do mundo e um dos lugares mais belos sem sair de casa? Uma parceria entre o Google, a Universidade de Queensland e o Caitlin Group vai registrar e monitorar mudanças na Grande Barreira de Coral australiana, que corre perigo devido às alterações climáticas.

O objetivo do projeto, chamado de Catlin Seaview Survey, é fazer, por meio de fotos e vídeos, um levantamento das condições deste ecossistema marinho precioso e tão ameaçado pelo aquecimento global e a acidificação dos oceanos.

Também serão estudados os efeitos das variações ambientais na reprodução e migração de espécies como os tubarões-tigre, tartarugas verdes, raias e outras criaturas. A importância dessa análise deve-se ao fato de que existem poucos estudos completos que examinaram como animais de grande porte estão mudando de comportamento e habitats em resposta ao aquecimento dos mares.

Assim como o StreetView, a pesquisa no mar contará com câmeras para capturar imagens em 360 graus conectadas a um DPV (Veículo de Propulsão para Mergulho). O aparelho será usado para filmar em águas rasas e profundas, entre 30 e 100 metros.

Ao todo, serão analisados 20 pontos específicos da barreria. A expectativa é que todas as imagens sejam disponibilizadas para acesso pelo YouTube a partir de setembro. Os primeiros registros do projeto foram revelados ontem e podem ser acessados pelo site do Catlin Seaview Survey.

comments powered by Disqus