Notícias
bola em campo

Futebol pela Paz: Papa Francisco reúne grandes craques mundiais em jogo em Roma

Suzana Camargo - Planeta Sustentável - 29/08/2014

[img1][box-leia]Fã confesso de futebol, o sumo pontífice da Igreja Católica, o simpático papa argentino conseguiu juntar sua paixão pelo esporte com uma grande causa global.

Na próxima segunda, 01/09, alguns dos melhores jogadores do passado e do presente vão disputar a Partita per la Pace - a Partida pela Paz.

O jogo, que será realizado às 20h35 (15h35 horário de Brasília) no Estádio Olímpico de Roma, na Itália, será um evento inter-religioso para unir fãs e jogadores de todas as religiões do mundo através do esporte. A ideia é que a partida seja uma confraternização entre cristãos, muçulmanos, budistas, judeus e crentes de tantas outras fés em prol da paz mundial.

Entre os nomes confirmados estão grandes estrelas como Roberto Baggio, Gianluigi Buffon, Samuel Eto’o, Javier Mascherano, Lionel Messi, Mesut Özil, Andrea Pirlo, Andriy Shevchenko, David Trezeguet e os brasileiros Ronaldinho e Marcos Senna. Os convocados foram escolhidos pelos técnicos da Argentina, Tata Martino, e do Arsenal, Arsène Wenger.

[img2]

Durante o intervalo do jogo haverá apresentação da cantora adolescente argentina Tini Stoessel e do italiano Nek. Um dos apoiadores do evento é a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), que vai divulgar no estádio o slogan "Peace to fight hunger".

A iniciativa do evento partiu do papa e foi promovida pelas organizações Scholas Occurrentes e Fondazione PUPI, esta última uma entidade dirigida pelo próprio Francisco, ligando tecnologia, artes e esportes, a fim de promover a inclusão social e o encontro com a cultura.

O dinheiro arrecadado com a partida será destinado para o projeto "Una alternativa de vida", que criará uma rede de escolas para crianças pobres de Buenos Aires.

Segundo o Papa Francisco, o esporte é uma ferramenta para disseminar valores, que fortalecem a bondade dos seres humanos e contribuem para a construção de uma sociedade mais pacífica e fraternal.

Infelizmente, esta é uma atitude que ainda falta em algumas torcidas presentes nos estádios brasileiros. Na partida de ontem, 28/08, entre Grêmio e Santos, torcedores do time gaúcho gritaram xingamentos racistas contra o goleiro Aranha, do time adversário. Além de ser crime, episódios lamentáveis como este nos fazem aplaudir ainda mais a atitude do papa pela paz.

comments powered by Disqus
Tags: