Notícias
amazônia

Fundo Kayapó beneficiará cerca de 7 mil indígenas

Marina Franco - Planeta Sustentável - 12/07/2011

O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social criou o Fundo Kayapó, que tem o objetivo de apoiar projetos de conservação de cinco áreas indígenas entre os estados de Mato Grosso e Pará. Nessa região, que faz fronteira com a BR-163 e com a área chamada de Arco do Desmatamento – que tem os maiores índices de desmatamento da Amazônia -, vivem cerca de sete mil índios da etnia Kayapó. Eles sofrem ameaça pela pressão de desmatamento de madeireiros, garimpeiros, fazendeiros e posseiros.

O fundo, que tem doação inicial de US$ 8 milhões da Conservação Internacional e do Fundo Amazônia, manterá a Floresta Amazônica preservada em 10,6 milhões de hectares, o que corresponde a 3% de todo o bioma. Isso garantiria manutenção dos serviços ambientais e a preservação de espécies ameaçadas de extinção.

A governança e a pré-análise dos projetos de controle de fronteira, denúncia de invasões e monitoramento ambiental, entre outros, será feita pelo Funbio – Fundo Brasileiro para Biodiversidade, o contratante da operação com o BNDES. Os projetos serão elaborados pelos próprios indígenas, selecionados por uma comissão técnica e aprovados pela Funai - Fundação Nacional do Índio.

Seus recursos de rendimento serão liberados a partir do ano que vem. O Fundo Kayapó está aberto a novas doações para apoio dos projetos.

comments powered by Disqus