Notícias
Divulgação Em Inhotim, flor-cadáver atinge quase 2 metros
a maior e mais mal cheirosa

Em Inhotim, flor-cadáver atinge quase 2 metros

Marina Maciel - Planeta Sustentável - 03/01/2012

Rara e de cheiro inconfundível, a famosa flor-cadáver (Amorphophallus titanum) ganhou recentemente um exemplar no Jardim Botânico de Inhotim*, em Minas Gerais, que atingiu o auge de seu crescimento em 27/12.

Quando começou a despontar, no dia 14/12, a planta media 70 centímetros de altura. Seis dias depois, praticamente dobrou de tamanho, chegando a 1,3 metros. O processo de floração continuou até a última quinta-feira, quando atingiu marca de 1,63 metros, chegando ao auge de seu crescimento (veja na foto abaixo).

 

 

Em apenas dois anos, a flor-cadáver abre pela segunda vez no Inhotim e na América Latina. O fato surpreendeu os pesquisadores do Instituto, uma vez que a planta floresce apenas uma vez a cada dez anos, e dura, no máximo, três dias.

Natural da Indonésia e parente dos antúrios e copos-de-leite, a flor se destaca por seu tamanho - segundo Letícia Aguiar, gerente de Jardim Botânico e Meio Ambiente do local, ela pode chegar a 3 metros de altura - e pelo característico odor de putrefação, que se assemelha a uma mistura de açúcar queimado com peixe podre.

*Instituto Inhotim

comments powered by Disqus