Notícias
Divulgação/Intituto Inhotim Flor-cadáver dobra de tamanho em MG em seis dias
a maior e mais mal cheirosa

Flor-cadáver dobra de tamanho em MG em seis dias

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 21/12/2012

Um dos exemplares da maior e mais mal cheirosa flor do mundo, a famosa flor-cadáver (Amorphophallus titanum), que floresceu na semana passada no Jardim Botânico de Inhotim, em Minas Gerais, praticamente dobrou de tamanho em, apenas, seis dias. 

Na última sexta-feira (14), quando começou a abrir, a planta media 70 centímetros. Nesta quinta (20) chegou a 1,3 metros, sendo que seu processo de floração ainda não terminou. De acordo com Letícia Aguiar, gerente de Jardim Botânico e Meio Ambiente do local, a flor-cadáver pode chegar a até três metros de altura. 

Esta é a segunda vez que a flor desabrocha em Inhotim e, também, na América Latina - a primeira foi em 2010. O fato surpreendeu os pesquisadores do Instituto, já que a planta costuma florescer apenas uma vez a cada dez anos. 

A flor está na estufa equatorial do Jardim Botânico - em condições de temperatura e umidade controladas que permitem o cultivo de espécies tropicais - e, embora não tenha terminado de florescer, já exala seu característico odor de putrefação, que se assemelha ao cheiro de açúcar queimado com peixe podre. 

Quem quiser ver a flor-cadáver aberta, ao vivo, precisa correr. Segundo Aguiar, ao final do processo de floração, a flor deve ficar apenas três dias aberta. Depois disso, provavelmente só daqui a dez anos. O Jardim Botânico de Inhotim fica em Brumadinho, a 60 quilômetros de Belo Horizonte, e é aberto ao público.

comments powered by Disqus