Notícias
futebol

Fifa promove amistosos pela paz entre Índia e Paquistão

André Carvalho - Brasil Post - 21/08/2014

[img1]

[box-leia]O Aperto de Mãos pela Paz, campanha da Fifa em parceira com o Centre Nobel da Paz, da Noruega, cujo objetivo é aproximar, por meio do futebol, países com relações diplomáticas instáveis, promoveu dois amistosos entre as seleções sub-23 da Índia e do Paquistão na cidade indiana de Bangalore. No último domingo (17), a vitória foi dos donos da casa, por 1 a 0, ao passo que a revanche paquistanesa se deu nesta quarta-feira (20) com o triunfo por 2 a 0. 

Ambas as disputas se deram no Estádio de Futebol de Bangalore, que teve a grama artificial do campo fornecida pela Fifa como parte da iniciativa Ganhe na Índia com a Índia, que visa fortalecer o esporte no país. 

Para o presidente da federação indiana, Praful Patel, a realização de duas partidas entre os países pode ser considerada um fato extremamente relevante. "É histórico que pela primeira vez as seleções sub-23 de futebol da Índia e do Paquistão tenham disputado uma série de dois jogos", afirmou. "Estou convencido de que essa ocasião marcante fará muito pela promoção da amizade e da boa vontade entre os dois países", completou. 

O mandatário da presidente da Federação Paquistanesa de Futebol, Syed Hayat, compartilhou a opinião do dirigente indiano: "Paquistão contra Índia em qualquer modalidade esportiva vem sendo fonte de grande inspiração para ambas as nações". 

Hayat foi além, afirmando que tais partidas inclusive podem servir como preparação das duas seleções para competições futuras. "Se analisarmos a atual série do futebol, podemos concluir que ela é extremamente importante pelo impacto no desenvolvimento do esporte nos dois países devido à tradição de competitividade. Esses amistosos também trazem às duas equipes a oportunidade de se preparar para os Jogos Asiáticos 2014. Ao mesmo tempo, o aspecto social desse tipo de atividade não pode ser ignorado, pois os dois países certamente devem se aproximar e melhorar as suas relações".

Tags: