Notícias
preservação

Felino em extinção nasce de fertilização in-vitro com sêmen congelado

Olavo Guerra - National Geographic Brasil - 15/03/2011 - Originalmente publicada em 14/03/2011

Cientistas do Audubon Nature Institute, em New Orleans, nos Estados Unidos, fizeram uma fertilização in-vitro a partir de espermatozoides congelados do gato-bravo-de-patas-negras (Felis nigripes).

Dois filhotes do felino, ameaçado de extinção, nasceram no dia 13 de fevereiro da gata Bijou. Apesar do recente nascimento, a história dos dois gatinhos começa em 2003, quando foi coletado o sêmen de um gato-bravo-de-patas-negras adulto chamado Ramses. Os espermas foram congelados e, dois anos mais tarde, foi fecundado em um óvulo de uma fêmea chamada Zora, que vive no Audubon Nature Institute, criando embriões em março de 2005. Esses também foram congelados e só foram transferidos para a gata Bijou em dezembro do ano passado.

Os filhotes foram os primeiros de sua espécie a nascerem de uma fertilização in-vitro utilizando genes congelados. Para os pesquisadores, essa ação poderá favorecer outras espécies ameaçadas de extinção, já que permite a criação de um novo animal sem a dependência física do macho. O próximo passo para os cientistas é clonar o gato-bravo-de-patas-negras e transferir o embrião para um gato doméstico, segundo o cientista-chefe da pesquisa, Earle Pope.

Os gatos-bravo-de-patas-negras são considerados um dos menores felinos selvagens do mundo, pesando pouco mais de um quilo quando adultos. São nativos das áridas regiões do sul da África. Atualmente, estima-se que há apenas 40 deles no mundo.

comments powered by Disqus