Notícias
conflitos e armas de fogo

Estudo conclui que leões passaram a temer os humanos

Anderson Estevan - National Geographic Brasil Online - 13/02/2012

Os leões já não são os reis da selva. Um novo estudo conduzido por pesquisadores da universidade de Oxford, na Inglaterra, afirma que a ameaça gerada pela presença humana em seu habitat desencadeou um tipo de medo constante nos animais.

Os cientistas acreditam que o medo dos humanos tenha sido causado por conta dos muitos confrontos em áreas de criação de gado, que causaram muitas mortes aos felinos.

Esta nova atitude, dizem os pesquisadores, não é típica de seres que estão no topo da cadeia alimentar.

Uma série de estudos analisou o comportamento, alimentação e território de leões que vivem em um dos últimos sistemas naturais migratórios, o Makgadikgadi Pans National Park em Botsuana. Abundantes grupos de zebra e gnu azul vivem em diferentes partes do parque em uma base sazonal.

A migração destas presas naturais dos leões faz com que muitos espécimes se voltem para o gado das propriedades em volta da reserva, causando o conflito com os seres humanos.

De acordo com o estudo, publicado no periódico Journal of Applied Ecology, mesmo com o uso de armas de fogo, alguns deles podem sobreviver ao encontro, ficando com essas experiências armazenadas permanentemente. O medo vem justamente após o encontro.

Os pesquisadores rastrearam os espécimes por GPS e afirmam que o condutor principal do comportamento dos leões passou a ser justamente evitar o conflito com os seres humanos.

O estudo crê que este tipo de comportamento não é natural dos leões, já que os filhotes são curiosos e provavelmente não se incomodariam com a presença humana. Mas através de sua mãe e outros membros, eles aprendem a temer os seres humanos à medida que crescem.

comments powered by Disqus