Notícias
seca

Erosão esvazia lago do principal parque de Brasília

Redação - Agência Brasil - 23/02/2015

[img1][box-leia]Um dos principais centros de lazer de Brasília e um dos maiores parques urbanos do mundo, com 420 hectares, o Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek está, atualmente, longe das condições que seus milhares de frequentadores diários consideram ideais. O problema mais grave está no lago do parque, que já recebeu pedalinhos e hoje abriga peixes, patos, marrecos e outras aves, mas sofre com um vazamento que já secou boa parte de sua área.

O gestor do Parque da Cidade, subsecretário Alexandro Ribeiro, disse que o vazamento foi causado por uma erosão que abriu um buraco por onde a água do lago está escoando. Segundo Ribeiro, o governo ainda não tem como adiantar o prazo em que será solucionado o problema, porque isso depende de uma avaliação da Novacap. No entanto, ele admitiu que a situação é considerada "estado de emergência".

"A solução para o problema terá início na semana que vem por meio de contenção da área. Vai ser tapado o buraco e colocada uma manta para impedir outra infiltração. Após esse processo, será feito o reenchimento do lago", explicou Ribeiro, após a inauguração de uma nova entrada para o parque, entre as Quadras 912 e 913 Sul.

De acordo com o subsecretário, durante a obra, a área afetada precisará passar por concretagem e terá de ser isolada. Depois de resolvido o problema do buraco, a área também será revitalizada.

"O lago vai ficar um puco vazio, vamos controlar, para não matar os peixes nem atrapalhar a vida dos patos. Depois, faremos o trabalho de limpeza, para entregá-lo o mais rápido possível", acrescentou Ribeiro.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, participou da inauguração da nova entrada do parque na manhã deste sábado (22). Segundo ele, o novo acesso visa a reduzir o trânsito na região, que concentra escolas e faculdades e é o caminho de acesso para mais de 10 mil veículos por dia.

No evento, Rollemberg assinou duas ordens de serviço para construção de calçamento para pedestres na nova entrada e iluminação da nova pista de caminhada do parque. O governador informou que a taxa de iluminação pública, paga pelos consumidores, financiará essa obra, cujo custo foi estimado em R$ 780 mils. "Este é o início de um processo de fortalecimento dos parques do Distrito Federal", afirmou o governador.

Na oportunidade, Rollemberg falou também sobre outros assuntos da administração, entre os quais a redução do número de cargos comissionados de livre provimento no governo do Distrito Fedral (GDF). De acordo com o governador, o GDF já conseguiu reduzir 48,93% desses cargos, mas o compromisso é atingir 60%.

"Nós vamos continuar cortando para que tenhamos mais recursos que garantam o equilíbrio financeiro do Distrito Federal e mais recursos para investimento para a população", afirmou Rollemberg.

comments powered by Disqus
Tags: