Notícias
Antonio Milena Desmatamento na Amazônia afeta regime de chuvas no Brasil
tempo seco

Desmatamento na Amazônia afeta regime de chuvas

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 10/09/2012

[box-leia]Estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Leeds, no Reino Unido, e publicado na revista Nature apontou que o desmatamento em grande escala na Amazônia pode levar à diminuição das chuvas no Brasil

O bioma seria o mais afetado pelo desmate da floresta tropical, correndo o risco de apresentar, até 2050, uma queda de 21% na quantidade de precipitações durante o período de seca e de 12% durante a estação úmida. Mas o regime de chuvas em outras regiões do país também pode apresentar mudanças por conta do desmatamento na Floresta Amazônica: nas áreas próximas à bacia do rio Prata, por exemplo, que está localizada no sul do Brasil, as chuvas tendem a diminuir, pelo menos, 4% nos próximos 30 anos por conta do desmate. 

Isso porque, em um processo conhecido como evapotranspiração, a vegetação das florestas é responsável por levar a umidade da terra em direção à atmosfera, influenciando no processo de formação das chuvas. Por meio de imagens de satélite, os pesquisadores britânicos descobriram que o vento que atravessa áreas densas de floresta produz, dias depois, o dobro de chuvas do que o ar que circula entre uma vegetação menos espessa, resultante do desmatamento. 

Liderado pelo pesquisador Dominick Spracklen, o estudo ainda mostra que outras florestas tropicais, como a Floresta do Congo, localizada no centro da África, também podem provocar graves impactos na frequência e no volume das chuvas das regiões onde estão situadas. 

O estudo Observations of increased tropical rainfall preceded by air passage over forests está disponível para assinantes, na íntegra e em inglês, no site da Nature.

comments powered by Disqus