Notícias
floresta ameaçada

Desmatamento na Amazônia cresceu 72% em maio

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 20/06/2011

O SAD - Sistema de Alerta de Desmatamento, da ONG Imazon - Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, revelou um aumento de 72% no desmatamento da Amazônia Legal em maio deste ano, em comparação com o mesmo período de 2010. 

Segundo o Boletim Transparência Florestal, divulgado pela ONG, no mês passado foram desmatados 165 km² de floresta - área pouco maior do que a do município paulista de Praia Grande -, contra 96 km², em maio de 2010. Os principais culpados pelo resultado seriam os Estado do Pará e do Mato Grosso, responsáveis, respectivamente, por 39% e 25% do desmatamento total da Amazônia Legal no mês de maio. 

O Boletim ainda apontou que houve aumento no desmatamento acumulado da Amazônia Legal, entre agosto de 2010 e maio de 2011, com relação ao período anterior. Foram 1.435 km² de floresta derrubada, contra 1.161 km², entre agosto de 2009 e maio de 2010. Ou seja, um crescimento de 24% no desmatamento. 

As áreas de floresta degradada - isto é, que foram exploradas ou queimadas, mas não totalmente derrubadas - também aumentaram na Amazônia Legal: elas totalizaram 6.081 km², entre agosto de 2010 e maio de 2011, o que representa um aumento de 363% com relação ao período anterior. 

O Imazon alertou que os dados do SAD não são 100% precisos, por conta da cobertura de nuvens na região da Amazônia Legal. Em maio, o fenômeno dificultou o monitoramento de 53% do território, sobretudo no norte do Pará e nos Estados do Amapá e Roraima. 

Confira o Boletim Transparência Florestal, referente ao mês de maio, na íntegra.

Leia também:
Combate ao desmatamento fortalecerá receita brasileira

comments powered by Disqus